fbpx
logo-redfox-digital
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Big Techs

Big Techs: o que elas nos ensinam sobre negócios escaláveis?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

As big techs exercem grande influência no mercado, só a Amazon, por exemplo, ganha por minuto 955 mil dólares. Em 2020, a Amazon gerou 20 bilhões em receita no Japão e US$ 29 bilhões na Alemanha, segundo dados da editora Visual Capitalist.

A Amazon é apenas uma dentre as várias empresas de tecnologia que faturam alto neste ramo, mas engana-se quem pensa que essas empresas faturam desse jeito, apenas por serem do ramo de tecnologia.

De fato, as big techs faturam muito porque o mercado de tecnologia está aquecido e “a mudança tecnológica provavelmente continuará a acelerar”, é o que prevê a Visual Capitalist.

Entretanto, existem alguns elementos no modelo de negócio dessas empresas que possibilitam tamanho sucesso financeiro. 

Por isso, te convido a ler esse artigo até o fim para descobrir o que são as big techs e o que faz elas serem tão promissoras, vamos juntos?

O que são big techs?

As big techs são empresas de tecnologia de grande porte, tendo como princípio norteador a inovação. Assim, elas estão sempre buscando criar soluções inovadoras e disruptivas, e atualizar constantemente os seus serviços e produtos para atender às novas demandas.

Ainda outro diferencial dessas empresas é o seu modelo de negócio ágil e escalável, não é à toa que elas começaram como pequenas Startups e em pouco tempo tornaram-se gigantes em seu segmento.

Alguns exemplos de big techs são:

  • Amazon
  • Meta
  • Apple
  • Alphabet (empresa mãe do Google)
  • Microsoft

Os modelos de negócio inovadores, ágeis e escaláveis, independente do segmento econômico, permite que até mesmo pequenas empresas possam ter uma chance no mercado.

Porém, é imprescindível que esse negócio seja sustentável, independente de uma infraestrutura, elimine a rigidez dos processos e adote um novo modelo de hierarquia, para conseguir criar um business altamente lucrativo, com baixo custo e flexível para mudanças.

Leia mais: Empresas que passaram pela transformação digital confira

O que é um negócio escalável?

Negócios escaláveis

As big techs destacam-se pela sua capacidade de escalabilidade, mas o que torna um negócio escalável? Em suma, um negócio escalável é aquele que apresenta crescimento acelerado, sem precisar aumentar os custos na mesma proporção.

A escalabilidade desses negócios só é possível porque, eles “utilizam tecnologias inovadoras como um elemento central”, é o que afirma a Associação Brasileira de Startups (ABSTARTUPS).

Além disso, os negócios escaláveis apresentam outras características, sendo elas:

  • Soluções valiosas: eles oferecem soluções que agregam valor para os seus clientes, não focam apenas em ter a solução mais tecnológica e sim, em ter uma solução que resolva a dor do seu cliente.
  • Viabilidade: nem todo mercado precisa de negócios escaláveis. Portanto, os negócios só se tornam escaláveis se o seu nicho possuir demanda suficiente, para que o seu volume de vendas possa aumentar exponencialmente.
  • Replicabilidade: as big techs são escaláveis porque possuem um modelo de negócio que possa ser repetível. Então, outra característica marcante de um negócio escalável, é que o empreendimento permite automação dos processos. Isso é fundamental para ser possível aumentar o número de clientes sem aumentar os custos na mesma proporção.

Leia também: Business Agility: como se sobressair diante do inesperado

O poder das 5 principais big techs 

As principais big techs (Apple, Amazon, Alphabet, Microsoft e Facebook), também conhecidas como big five, são responsáveis pela maior concentração de mercado. Juntas, elas somaram quase US$ 900 bilhões em receita em 2019, um valor maior que o PIB de quatro nações do G20, segundo a Visual Capitalist.

Para saber mais, vamos ver alguns dados das 5 principais empresas de tecnologia do mundo, acompanhe.

Apple

A Apple é bastante conhecida pela sua veia inovadora, só em 2019 teve um total de US$ 260 bilhões, sendo US$ 55 bilhões de receita líquida. Já em 2020, obtiveram o mesmo resultado, senão superior, visto que só no primeiro trimestre o smartphone foi responsável por 61% de sua receita. 

Em abril do mesmo ano, a big tech registrou um aumento de 16% na receita de serviços como Apple Music, Apple TV+ e o iCloud, que resultou em um montante de US$ 13,3 bilhões.

Amazon

A Amazon dominando o comércio eletrônico no mundo, e oferecendo serviços de streaming, soluções de casa inteligente, um estúdio de cinema e televisão, fabricação de eletrônicos e muito mais, lhe concedeu a conquista de empresa líder mundial em tecnologia.

Assim, em 2019 a big tech atingiu US$ 281 bilhões, sendo responsável por 33% do mercado global de computação em nuvem e 39% das vendas de e-commerce nos Estados Unidos.

Leia também: Processo de inovação da Amazon: o segredo para atrair clientes

Alphabet

A Alphabet é uma holding, criada para administrar todos os serviços relacionados ao Google, o buscador mais utilizado no mundo. Em 2019, a big tech alcançou uma participação de mercado global de 92,19%, com uma receita anual de US$ 162 bilhões, sendo US$ 34 bilhões de receita líquida.

Microsoft

A Microsoft, assim como as demais citadas, é bastante popular em todo o globo, tendo em seu portfólio serviços como Microsoft Office, composto pelo Word, Outlook, Excel e PowerPoint, além das licenças de sistemas operacionais, jogos, aparelhos eletrônicos e muito mais.

Em 2020 teve uma receita de US$ 143 bilhões, ficando com a quarta posição no ranking das principais big techs do mundo, estando atrás de Apple, Amazon e Alphabet.

Meta

Esta holding que antes era conhecida como Facebook, foi criada a partir de um projeto universitário e transformou-se em uma plataforma multibilionária, que domina o mercado de mídias sociais.

A expansão da holding para outras plataformas como a compra do Instagram em março de 2012 por US$ 1 bilhão, WhatsApp em fevereiro de 2014 por US$ 19 bilhões, Óculos Go em março de 2014 por US$ 400 milhões para obter um sistema de realidade virtual, aperfeiçoamento do algoritmo e desenvolvimento de IA e machine learning, deram a essa gigante da tecnologia novas perspectivas de futuro.

Em resumo, as big techs nos oferecem uma ampla gama de conhecimento sobre como ter negócios rentáveis, ágeis, econômicos e inovadores.

E se você quiser, também pode transformar o seu negócio para promover o seu crescimento exponencial! Entre em contato conosco, podemos fazer uma avaliação do seu negócio para identificar os seus principais desafios, e traçar um plano de ação.

Sobre a RedFox

A RedFox é uma consultoria que aprimora e potencializa projetos de inovação e projetos digitais. Além disso, acompanhamos a jornada de transformação digital e inovação dos nossos clientes. 

Também realizamos um assessment dos desafios enfrentados pela empresa e avaliamos o grau de maturidade do business. Assim, a partir daí co-desenvolvemos estratégias e iniciativas de inovação corporativa com tecnologias disruptivas para ajudar você a alcançar os objetivos estratégicos do seu business.

Nós podemos ajudar você da seguinte forma:

  • Governança Digital: Ajudamos nossos clientes a definir o foco em suas iniciativas de inovação e ajudá-los a obter um melhor retorno sobre seus investimentos e projetos inovadores.
  • Experience: Na RedFox não falamos apenas sobre ótimos produtos ou experiências do cliente. Nós os co-criamos com nossos clientes.
  • Digital Delivery: Ajudamos as empresas em cada estágio do ciclo de desenvolvimento do produto. Desde a idealização com um protótipo, testando um novo produto ou serviço com um MVP, até encontrar um modelo de go-to-market do produto.
  • Hello Futuro Academy: Capacitação de profissionais e colaboradores em inovação, product discovery, liderança e gestão de squads ágeis.

Então, quer que a gente te ajude a criar um negócio escalável? Se sim, entre em contato conosco para conversarmos.

Quer a RedFox acelerando o crescimento da sua empresa?

conteúdos mais recentes

Keep Learning

Posts Relacionados

Stay tuned

Já pensou em receber nossos conteúdos no seu email?

Receba semanalmente conteúdos exclusivos sobre inovação, transformação digital e tecnologia.