fbpx
logo-redfox-digital
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Como será o trabalho no futuro

Como será o trabalho no futuro? Veja 9 profissões em ascensão

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Em um futuro bem próximo, muitas profissões vão desaparecer e dar lugar às profissões que terão íntima relação com os avanços tecnológicos. Então a pergunta que fica é: como será o trabalho do futuro?

Primeiramente, diferente dos avanços anteriores que ocorreram de forma isolada entre um setor e outro, a mudança agora é mais intensa, pois abrange diversos setores da economia como educação, saúde, transporte, varejo, agricultura, comunicação entre outros. 

Estima-se que aproximadamente 8% de todos os cargos do mercado de trabalho até 2030 serão de profissões que não existiam antes.

A responsável por esta revolução nos postos de trabalhos é a automatização que em pouco tempo irá substituir pessoas por softwares e máquinas. Tal mudança acontecerá de forma mais rápida em países mais desenvolvidos como Japão, Alemanha, Estados Unidos e Reino Unido. De acordo com um estudo feito pela Consultoria PWC um terço das profissões nestes países poderão ser substituídas por robôs até 2030.

Então o futuro do trabalho estará nas mãos de tecnologias sofisticadas, robôs com capacidade de aprendizagem, com grande autonomia e capacidade de resolver problemas complexos. Assim qualquer atividade rotineira e/ou previsível poderá ser substituída por máquinas com algoritmos matemáticos avançados dentro de cinco ou dez anos.

Portanto, como a Inteligência Artificial irá impactar o futuro e quais serão os desafios que o RH vai enfrentar nesta digitalização? Continue a leitura para descobrir as mudanças que ocorrerão dentro de poucos anos.

Como a inteligência artificial pode influenciar o futuro do trabalho?

A princípio o avanço em novas tecnologias hoje é algo realmente surpreendente, máquinas conseguem realizar tarefas que antes eram impensáveis ou até mesmo impossíveis. E fazem o trabalho do humano com muito mais eficiência, agilidade, precisão e assertividade.

O estudo do The Future of Jobs Report 2018, preparado pelo Fórum econômico Mundial, explica como será o trabalho no futuro dividindo a transformação digital em 04 pilares que norteiam essas mudanças, que são:

  1. Internet móvel de alta qualidade
  2. Big Data
  3. Inteligência Artificial (IA)
  4. Computação em nuvem

De acordo com a pesquisa divulgada pela Gartner, o uso da IA criará cerca de 2 milhões de novas oportunidades de trabalho até 2025. Obviamente, esses números não envolvem oportunidades apenas para engenheiros de software, mas também para cargos sem especialização, por exemplo, o treinamento dos robôs para reconhecer objetos e atividades humanas.

Segundo a IDC os investimentos em tecnologia em 2022 chegará a casa dos US$ 77,6 bilhões, muito mais do que o triplo previsto para 2018.

Sendo assim, na mesma proporção que os investimentos em tecnologias aumentam, os postos de trabalho desaparecem proporcionalmente. De acordo com um estudo divulgado em 2017 pela consultoria McKinsey, alerta que a inteligência artificial “ameaça” 50% dos empregos nos Estados Unidos e na Europa, e em países emergentes 70% das posições de trabalho ficam em risco.

Mas esse cenário não deve ser visto de forma pessimista! Embora muitas profissões possam desaparecer, outras irão surgir, exigindo apenas que as pessoas desenvolvam novas especializações para acompanhar a constante evolução do mercado, pois a tecnologia não inibe e não aniquila as habilidades humanas, os chamados “talentos” sempre terão espaço no mercado.

Portanto a tecnologia traz sim algumas supostas ameaças, mas oferece muitas oportunidades. Dentre elas a melhora na qualidade de vida das pessoas devido a praticidade que a tecnologia poderá proporcionar.

A forma como será o trabalho no futuro, demanda um olhar atento do RH, pois o setor é o protagonista na transformação cultural da empresa, responsável por implementar a cultura da inovação e ajudar os colaboradores a se adaptarem às mudanças da transformação digital. Por isso, vamos conferir dois desafios que o setor pode enfrentar nos próximos anos.

Quais são os desafios do RH sobre como será o trabalho no futuro?

Futuro

Certamente ninguém experimenta ótimos resultados sem antes se esforçar bastante para vencer os desafios. Do mesmo modo, com a transformação digital é preciso que o RH contorne dois desafios principais para conseguir bons resultados com a implementação do digital.

1º Qualificação dos colaboradores

Sem dúvida, antes da implementação da tecnologia em si, os colaboradores precisam ter afinidade com as ferramentas tecnológicas e digitais. Sendo assim, o RH precisa definir uma estratégia de treinamento dos colaboradores para apresentá-los às inovações da empresa e não prejudicar a rotina de trabalho.

Além disso, é muito importante que os colaboradores entendam o que está acontecendo na nova economia, para que assim possam entender como podem contribuir para ajudar na transformação digital da organização.

A palavra da vez é capacitar. Líderes e colaboradores precisam falar o novo “digitês”, que é a língua do digital. Isso não significa que todos devam aprender a programar ou virar desenvolvedores. Mas sim, precisam entender como o ambiente de negócios está sendo afetado pela nova era digital.

Reestruturação da cultura organizacional

De acordo com os avanços da nossa civilização, a nossa cultura foi se moldando até chegarmos aos padrões culturais que vivemos hoje. Da mesma forma, quando novas tecnologias são implementadas em uma organização sua cultura organizacional muda. É só pensar na invenção da eletricidade, do telefone, do automóvel e comparar como era a organização das coisas antes dessas invenções. Assim, podemos notar mudanças significativas na cultura organizacional das empresas e da sociedade em si depois dessas invenções.

Portanto, como a transformação digital não é só uma questão de tecnologia, mas também uma reformulação dos modelos de negócios e principalmente de mindset, é de suma importância que o RH repense a cultura da empresa.

Para tanto, é preciso entender o quanto essas mudanças vão impactar o funcionamento atual da empresa, os processos de trabalho, quais cargos serão descartados com as novas tecnologias e assim por diante. Isso irá colocar a organização em uma nova forma de atuação, somando pontos de competitividade frente aos concorrentes.

Como será o futuro do trabalho no RH em 10 anos?

Como será  o trabalho no futuro

À primeira vista, com a transformação nos modelos de negócios, o RH assume um papel importantíssimo nessa transição. Como resultado os CHROs (Chief Human Resources Officer, em português, Diretores de Recursos Humanos) passam a ter a oportunidade de se tornarem executivos com posição extremamente relevante na estratégia das empresas.

É o RH o setor responsável por liderar a organização nesta jornada rumo ao futuro.  O setor tem a oportunidade e responsabilidade de fornecer aos colaboradores orientação e capacitação das habilidades necessárias para a transformação de uma organização.

Quando falamos de futuro, uma pesquisa da Harvard Business Review aponta que surgirão mais de 9 novos cargos de RH para atender as demandas que irão surgir com a implementação da Inteligência Artificial (IA). Veja a lista abaixo:

  1. Diretor de bem-estar: Seu trabalho será gerenciar o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores. Ele terá uma visão ampla do bem-estar dos funcionários, com foco na saúde física, mental, emocional e espiritual, englobando todas em um mesmo pacote.
  2. Facilitador do trabalho remoto: será responsável por garantir que os processos, políticas e tecnologias de uma organização sejam adaptados para funcionários em home office. Bem como verificar se os benefícios recebidos por esses profissionais são os mesmos dos trabalhadores presenciais.
  3. Gerente de equipes homem-máquina: ao passo que os robôs nas empresas continuam a aumentar, será preciso um gestor especializado para encontrar o equilíbrio na utilização, colaboração e harmonização entre as relações de homem e máquina. Este profissional será chamado de Gerente de Equipes Homem-Máquina.
  4. Conselheiro de imersão RV: este líder será responsável por avaliar possibilidades de utilização de realidades virtuais para dimensionar programas de treinamento profissionais, como exemplo, integrações, treinamentos, capacitações e requalificações, principalmente nos setores de saúde e segurança.
  5. Líder de futuro do trabalho: será responsável por avaliar cargos e habilidades que serão essenciais para o sucesso contínuo das empresas. Esse profissional se concentrará tanto em definir a estratégia da organização para o futuro do trabalho, quanto em propor esforços de qualificação para os funcionários.
  6. Diretor de multipluralidade: responsável por ajudar a eliminar o preconceito em todas as funções de negócios. Esse profissional garantirá que as pessoas sejam tratadas com justiça durante todo o ciclo de trabalho ― do recrutamento ao desligamento ― independentemente de raça, etnia, gênero, orientação sexual, religião, situação econômica, origem, idade ou cultura.
  7. Analista de dados RH: será responsável por avaliar e separar o “joio do trigo” de acordo com dados coletados via big data. Assim, esse profissional ajudará a identificar e resolver dificuldades latentes e pertinentes a área de RH, como exemplo, problemas nos desempenhos de funcionários, gerenciar aprendizagens, checar sistemas de benefícios etc.
  8. Expert em chatbots: será capaz de aprimorar a experiência dos candidatos por meio da inteligência artificial, treinando chatbots que serão capazes de lidar com tarefas de rotina, como a seleção de candidatos e responder às perguntas mais frequentes. Dessa forma os recrutadores humanos teriam mais tempo para se concentrar em áreas estratégicas.
  9. Diretor estratégico de continuidade de negócios de RH: este cargo já existe, e está em ascensão. Ele lidera a equipe de resposta do RH e trabalha com o CEO, CFO e os Diretores de Instalações para propor a criação de locais de trabalho mais seguros, tanto para funcionários presenciais, quanto remotos.

A maneira como será o trabalho do futuro é uma perspectiva que ainda causa receio. Mas diante de tantas pesquisas mostrando os rumos do futuro do trabalho, também é um risco manter as coisas como estão. Não tem como ficar em cima do muro sem sofrer penalidades! Então prefira correr o risco de errar ao tentar inovar do que correr o risco de não tentar e ficar para trás, a sua empresa não está sozinha nesta jornada, você pode contar com a Redfox para dar os primeiros passos rumo à inovação com segurança e assertividade.

A RedFox pode facilitar o processo de transição do trabalho tradicional para o mercado de trabalho do futuro. Olha só como nós podemos ajudar:

  • Digitalização massiva de processos corporativos
  • Tecnologias emergentes (IA, RPA, IOT, etc)
  • Transformação digital e cultural (mindset/cultura, pessoas, processos)
  • Design Sprint aplicado para People para serviços ou experiências

Como podemos agregar valor nesta jornada de transformação da sua empresa? Entre em contato conosco, nos diga o que você precisa e nós oferecemos uma solução personalizada para você!

Quer a RedFox acelerando o crescimento da sua empresa?

conteúdos mais recentes

Keep Learning

Posts Relacionados

Stay tuned

Já pensou em receber nossos conteúdos no seu email?

Receba semanalmente conteúdos exclusivos sobre inovação, transformação digital e tecnologia.