Tendências de softwares para clínicas médicas

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

A era da transformação digital exige que as instituições adaptem os setores rumo à automação e digitalização dos processos. Com o aumento de soluções disponíveis no mercado, é certamente importante conhecer quais são as tendências de softwares para clínicas médicas.

A inovação tecnológica permite um atendimento cada vez melhor nas instituições de saúde, melhorando a gestão para aumentar a agilidade, reduzir custos e organizar as escalas. Cada solução tem a sua finalidade, mas algumas são essenciais para a evolução dos serviços.

Assim sendo, criamos uma lista com os principais tipos de softwares para clínicas médicas que você precisa implantar na sua organização!

1. Software de gestão financeira

Um software de gestão agrega muito valor às clínicas, porque permite acompanhar e organizar as informações financeiras do ecossistema. Não apenas reúne todos os dados de custos, tributos e pagamentos, como também gera relatórios simplificados e fáceis de analisar.

Outra vantagem é que os dados ficam armazenados em nuvens criptografadas, diminuindo radicalmente as chances de perder informações. A digitalização do sistema financeiro da clínica permite também que a gestão possa ser feita de qualquer lugar, tanto por site como por aplicativos.

Os softwares de gestão financeira trazem diversas vantagens para as instituições financeiras, permitindo maior segurança na hora de tomar decisões.

2. Telemedicina

A telemedicina é uma nova modalidade de atendimento médico, realizada por vias digitais e à distância. Nesse contexto, os profissionais precisam utilizar plataformas de videoconferência para estabelecer o contato, ou mesmo fazê-lo via telefone de acordo com o caso. Embora muito populares, plataformas como whatsapp, telegram, zoom ou meets não são adequadas e nem recomendadas, por não garantirem requisitos mínimos de segurança e sigilo.

A telemedicina favorece pacientes que moram em regiões de difícil atendimento médico, mas vale uma ressalva. O atendimento por telemedicina não é substitutivo, mas complementar. Assim, cabe ao profissional de saúde avaliar a necessidade de um atendimento presencial complementar.

O modelo de atendimento ainda necessita de formulações de leis, para ser adotada no futuro, mas durante a pandemia do coronavírus, tem se mostrado uma forma eficiente e conveniente de garantir o atendimento médico à distância.

Para atender nesta nova modalidade de forma segura, a recomendação é sempre optar por softwares desenvolvidos especificamente para este fim, por empresas de confiança, especializadas em soluções para a área da saúde.

3. Dispositivos wearable

Os dispositivos wearable são uma inovação que trazem softwares para clínicas médicas que controlam informações físicas do paciente e os envia à nuvem. Eles são especialmente adaptados para um cuidado à distância, no estilo Home Care, sendo também utilitários para a telemedicina.

São uma grande revolução para a medicina, porque possibilitam que os médicos consigam acompanhar informações clínicas como a pressão arterial, nível de glicose, batimento cardíaco etc. São vários os tipos de exames já disponíveis nos devices.

4. Software de Business Intelligence

O software de Business Intelligence (BI) é responsável por recuperar, analisar, transformar e ler informações armazenadas no sistema de BI. No setor de saúde, é possível consolidar as informações dos pacientes, bem como histórico de exames e diagnósticos.

A solução de BI se destaca na hora de realizar um mapeamento das condições e predisposições clínicas de um paciente, sendo também capaz de determinar os cuidados necessários.

5. Software de gestão clínica

Além dos softwares de gestão financeira, as clínicas têm à disposição também sistemas de gestão clínica que permitem gerar prontuários eletrônicos e controlar informações de gerenciamento das atividades, bem como os sistemas de gestão de escala.

Na gestão de escalas, é possível resolver problemas de buracos nas agendas dos pacientes, trocas de turnos, jornadas de trabalho e muito mais. Os médicos se beneficiam porque conseguem gerenciar as agendas pessoais junto com agendas de trabalho, podendo cobrir espaços vagos nas escalas das clínicas.

Essa é uma tendência de software para clínicas médicas com eficiência na evolução de processos. Se você busca uma gestão de escalas simplificada e bem estruturada, conheça o GoShift. A solução da RedFox está pronta para atender as suas demandas e resolver os gargalos da sua instituição médica!

Planilha para gestão de escalas

Gostou do nosso conteúdo?

Não perca nenhum artigo!

Cadastre seu e-mail e receba todo o nosso conteúdo.

Mais conteúdo para você

ACESSO AO case

Cadastro realizado com sucesso!

Acesse o case no e-mail informado