Data Analytics na Transformação Digital: saiba as aplicações e benefícios

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

A Transformação Digital é um processo de mudança organizacional no qual as empresas se utilizam de tecnologias digitais para solucionar problemas complexos e, com a ajuda de Data Analytics, a mudança pode ser ainda mais eficaz.

Empresas que enfrentam problemas como baixo desempenho, grandes custos com sistemas obsoletos e erros operacionais podem se beneficiar da Transformação Digital para trazer mais agilidade e eficiência para seus processos, mais satisfação e produtividade para seus colaboradores, aumentar o faturamento e, até mesmo descobrir novas fontes de receita.

Mas engana-se quem acredita que fazer transformação digital é apenas adotar ferramentas tecnológicas. O processo envolve algumas etapas, como o uso de data analytics para trazer mais precisão e confiabilidade nas ações estratégicas e auxiliar em tomadas de decisões mais assertivas.

Quer saber mais? Então confira nesse artigo:

  • Os 5 passos para a verdadeira Transformação Digital nas empresas;
  • Qual a aplicação de Data Analytics na Transformação Digital e
  • Quais os benefícios da análise de dados na Transformação Digital.

Transformação Digital em 5 passos

A popularização do conceito de Transformação Digital por um lado fez crescer a visibilidade sobre a urgência de sua aplicação nas empresas, mas por outro lado fez surgir algumas dúvidas e mal entendidos a respeito do tema.

Isso porque, apesar do que possa parecer, Transformação Digital não significa unicamente adoção de tecnologias digitais. Na realidade, significa muito mais uma incorporação de um mindset digital na cultura da empresa, em seus processos e, acima de tudo, nas pessoas. Nesse caso, a tecnologia digital vem para amparar, suportar e facilitar a mudança. Mas ela, por si só, não é transformadora.

Assim, há 5 passos que todas as empresas precisam dar para realizar a transformação digital em seus negócios. Confira a seguir:

1. Estratégia e Cultura

O primeiro pilar diz respeito à estratégia digital e à cultura de inovação.

O momento da criação da estratégia digital é aquele no qual especificamos a visão, as metas e as oportunidades da organização, com o objetivo de maximizar os benefícios que as iniciativas digitais podem trazer para o seu negócio. A grande questão é entender os desafios a curto, médio e longo prazo da sua organização, onde você quer chegar e como vai chegar lá.

Nas empresas de cultura digital, as pessoas têm mais liberdade e autonomia para ousar e inovar. Estas empresas costumam operar com times de alta performance e alto engajamento, que tem senso de dono e responsabilidade para pensar e agir sempre com foco no cliente e visando os melhores resultados para o negócio. A mudança de cultura deve então ser realizada com muita transparência, buscando inserir os colaboradores no processo de validação.

2. Pessoas

Sem que haja o engajamento das pessoas que fazem parte da sua organização, sejam elas colaboradores, gestores, clientes ou acionistas, fica praticamente impossível fazer uma mudança efetiva.

Nesse sentido, é preciso garantir, em primeiro lugar, que as lideranças estejam dispostas a guiar e orientar seus times a respeito da necessidade da Transformação Digital. Também é importante contar com o apoio de algumas áreas estratégicas de negócio, como a área de inovação, RH, TI e comunicação.

3. Processos

Processos muito engessados, robotizados e manuais podem desestimular seus colaboradores, diminuir a criatividade e gerar muita perda de tempo com erros e retrabalhos.

Para mudá-los, vale a pena aprofundar conhecimentos acerca das metodologias ágeis e automação dos processos da empresa. O objetivo deve ser diminuir a burocracia e a hierarquia, criando um ambiente propício à inovação.

4. Tecnologia

Elas não são o start do seu processo de mudança, mas, sem dúvidas, irão impulsionar os seus processos pra te ajudar a fazer a Transformação Digital.

Por exemplo, você pode usar tecnologias de automação de processos manuais para trazer mais agilidade e eficiência para seus processos. Além disso, outras tecnologias promissoras para os próximos anos incluem:

Mas atenção, com o aumento do uso de ferramentas digitais e a implementação da LGPD, é essencial também atentar-se à segurança de dados.

5. Data Analytics

Por fim, temos Data Analytics como o último, mas não menos importante, pilar da Transformação Digital. Mas não se engane: o processo não acaba aqui. Na verdade, a Transformação Digital é uma jornada de melhoria contínua.

Vejamos então como o Data Analytics impacta na Transformação Digital.

Data Analytics na Transformação Digital: saiba as aplicações e benefícios

Aplicando Data Analytics na Transformação Digital

Em primeiro lugar, dados são importantes para fornecer uma melhor visibilidade dos processos e resultados da organização, favorecendo um bom gerenciamento. Assim, não há como saber se as suas iniciativas de Transformação Digital estão realmente trazendo resultados se não houver um bom acompanhamento das métricas relevantes para o negócio.

Um exemplo de uma empresa que conseguiu usar muito bem os dados que tinha à sua disposição é a Unilever que, em vez de somente assistir ao cenário de declínio da indústria de bens de consumo, investiu na criação de um banco de dados próprio, chegando a ter mais de 900 milhões de registros individuais sobre seus clientes.

Em 2018, o CEO da companhia, Alan Jope, colocou a Transformação Digital no core da estratégia de negócios e começou a fortalecer a cultura digital na empresa. Também investiu em automação, análise de dados e inteligência artificial. Como resultado, hoje conseguem fazer previsões de tendências de forma ágil, para encontrar novas formas de se conectarem com seus consumidores.

O novo Business as Usual

Data Science, Business Intelligence,  Performance Marketing, Growth Hacking, People Analytics… Estas são algumas das áreas que têm crescido muito nas empresas, todas relacionadas ao uso e análise de dados para embasar ações e decisões inteligentes nos negócios.

Isso é possível porque, nas empresas, há diversas formas de obtenção de dados de clientes atuais e potenciais. Seja por registro de navegação e interações com a marca, por conversas, trocas de e-mails e dados cadastrados nas bases.

Pra você ter uma ideia, um estudo estimou que, em 2020, seriam gerados cerca de 35 trilhões de gigabytes de dados no mundo. Você consegue imaginar a dimensão disso?

Ainda que haja uma grande quantidade de dados sendo gerados continuamente, as empresas enfrentam dificuldades na hora de registrar e processar esses dados da melhor forma possível. Poucas realmente conseguem transformar dados em informações úteis, que possam fornecer insights para embasar tomadas de decisão.

Mas o uso de dados em diversas áreas de negócios já se tornou o novo business as usual. Ou seja, é mais do que apenas uma tendência passageira: é a nova forma de gerir uma empresa, com uma mentalidade data driven, orientada por dados.

Assim, se você quer alavancar os seus resultados e transformar o seu negócio em uma organização exponencial, não dá mais pra se basear em achismo. Você precisa de dados de qualidade e precisa aprender a trabalhar com eles, usando-os a favor dos negócios e clientes.

Quais os benefícios de Data Analytics na Transformação Digital

Uma pesquisa da New Vantage, realizada em 2017, mostrou que 80,7% dos executivos que investiram em Big Data em suas empresas geraram benefícios pro seu negócio. 48.4% deles classificaram seus esforços com Big Data como altamente bem sucedidos ou transformadores, 32,3% afirmaram que tiveram resultados bons à moderados, 17,7% ainda não tinham como determinar, pois haviam começado há pouco tempo e apenas 1,6% disseram que foi um fracasso.

As principais vantagens foram percebidas na  redução de custos e aumento de eficiência, em 49,2% dos casos, na criação de novos meios para a inovação e disrupção, em 44.3% dos casos e no lançamento de novos produtos e serviços, em 36.1% dos casos.

Por outro lado, um estudo recente mostrou que as empresas perdem, por ano, 15 milhões de dólares com dados de má qualidade. E mais: 85% dos projetos de Big Data nas empresas falham.

As razões são parecidas com aquelas que também fazem os projetos de Transformação Digital falharem. São elas:

  • uma cultura despreparada para receber e adotar a mudança,
  • falta de alinhamento organizacional,
  • falta de estratégia adequada e
  • resistência por parte da média gerência e dos colaboradores.

A partir disso, concluímos que a Transformação Digital é sim necessária, mas ela não pode ser feita de forma precipitada. A Transformação Digital é um processo, uma jornada de mudança, com vários pequenos passos. Se precisar de ajudar para concretizá-los, conte com uma empresa especialista em Transformação Digital. Converse com uma de nossas foxes!

Gostou do nosso conteúdo?

Não perca nenhum artigo!

Cadastre seu e-mail e receba todo o nosso conteúdo.

Mais conteúdo para você

ACESSO AO case

Cadastro realizado com sucesso!

Acesse o case no e-mail informado