Conheça 4 problemas nos processos de inovação e saiba como evitá-los

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Embora o mercado, de forma geral, tenha evoluído bastante nos últimos anos, percebendo a necessidade de mudar hábitos e estratégias antigas, ainda vemos muitos problemas nos processos de inovação e uma dificuldade muito grande em iniciar a mudança.

Empresas de cultura analógica, em tentativas por vezes desesperadas de adentrar o mundo digital e competir com as startups, gastam todo o seu orçamento com softwares e tecnologias de ponta, sem nem mesmo possuir talentos com as habilidades necessárias para utilizá-las.

Mas as armadilhas vão muito além disso, quer ver? Então confira abaixo 4 problemas nos processos de inovação nas empresas e aprenda a evitá-los!

1 – Promover iniciativas de inovação desalinhadas à estratégia do negócio

Com a urgência de fazer Transformação Digital nas empresas, é comum que as iniciativas aconteçam sem que haja um planejamento cuidadoso. Ai se esconde um problema, já que, sem um planejamento estratégico e um alinhamento entre a estratégia de inovação e a estratégia de negócio, é pouco provável que a iniciativa traga algum resultado real.

Essas iniciativas, quando isoladas, geram pouco comprometimento com o processo. Assim, em muitos casos, ele acaba morrendo antes mesmo de se tornar um protótipo. Além disso, é comum que esse tipo de iniciativa surja de baixo para cima, ou seja, por iniciativa dos colaboradores. O grande problema é que, ainda que seja uma tentativa de mobilizar as lideranças, sem o apoio da gestão, a inovação não se sustenta.

Não que a ideia seja ruim, mas acaba sendo insuficiente se não for incorporada e alinhada à estratégia da organização. Esse é outro problema no processo de inovação: por um lado, os colaboradores não tem motivação, incentivo e recursos para continuarem com as iniciativas. Por outro, os gestores não conseguem perceber os possíveis impactos e retorno do investimento que o tornaria valioso.

Confira também, neste vídeo, o motivo pelo qual 70% das iniciativas de Transformação Digital dão errado:

2 – Fazer lançamentos que não resolvem as dores dos clientes

O segundo problema no processo de inovação que é bastante comum em empresas iniciantes é não pensar com a cabeça do cliente.

Dessa forma, acabam lançando produtos sem uma oferta real de valor porque, desde sua ideação até o lançamento, as dores dos consumidores não foram levadas em consideração.

Uma solução inovadora deve responder e resolver problemas reais dos clientes -ou potenciais clientes-. Assim, o caminho certo para criá-las é partir das necessidades do seu cliente ideal, buscando corresponder aos seus desejos e expectativas.

Por isso, da próxima vez que identificar uma oportunidade no mercado, procure conhecer intimamente o problema, antes de pensar em soluções superficiais ou padronizadas. Faça também protótipos rápidos e teste o produto antes de efetivamente lançá-lo.

Quer uma dica? Utilize técnicas de Design Thinking e Design de Serviços, que podem te ajudar a resolver problemas complexos, estabelecer processos e entregar resultados rapidamente.

4-problemas-nos-processos-de-inovacao-e-como-evita-los

3 – Saber o que fazer, mas não conseguir implementar

Quando estamos criando novos processos e projetos, o momento mais difícil costuma ser tirar a ideia do papel e efetivamente implementá-la. Nos processos de inovação não é diferente.

Mesmo nas organizações com áreas dedicadas para inovação, CIO’s ainda enfrentam esse problema no seu processo: sabem o que tem que fazer, como fazer, mas não conseguem de fato aplicar.

Por quê? Os motivos são diversos. Seja porque falta orçamento, pessoas capacitadas ou apoio das lideranças, o fato é que esse é ainda um problema que faz com que iniciativas de inovação morram antes de ver a luz do dia.

Para evitar esse problema, volto a dizer, é essencial que a estratégia de inovação esteja alinhada com a estratégia de negócios, que as lideranças assumam o protagonismo no processo e que os colaboradores estejam dispostos a fazer também a sua parte.

Quer saber mais sobre a importância das pessoas na cultura de inovação? Então confira este artigo!

4 – Adiar o inadiável

Mesmo antes do período de pandemia, muitos executivos já sentiam os efeitos da disrupção digital impulsionada pelas startups em seus negócios. No entanto, uma parcela significativa destes empresários ainda não estava preparado para conduzir a mudança necessária.

Esse cenário, comum a tantas organizações, foi corroborado pelo Digitalization Trends 2018. Na pesquisa, foi constatado que, embora 87% das organizações sentissem os impactos da disrupção em seus negócios, apenas 44% delas se sentia preparadas para lidar com isso.

O último dos problemas que vamos abordar aqui é que, embora a disrupção e os processos de inovação possam ser vistos como uma oportunidade, ela é também uma ameaça para aqueles que não lhe dão o devido valor.

Para começar, é preciso ter expectativas claras sobre os resultados esperados com as iniciativas de inovação. Qual percentual de recursos devem ser alocados para desenvolver habilidades inovadoras e qual percentual deve ser alocado para produzir resultados rápidos para o negócio? Talvez, no começo, o ideal seja destinar mais recursos para o desenvolvimento de mindset, preparando o terreno para a criação de uma cultura que fortaleça a inovação.

Conclusão

E então, identificou sua empresa em algum desses casos? Saiba que você não está sozinho! Inovar é uma dificuldade para muitas organizações, especialmente aquelas com cultura ainda analógica.

Se você quer criar uma cultura de inovação na sua empresa e acelerar seus resultados, converse com uma de nossas foxes, nós podemos ajudar.

Gostou do nosso conteúdo?

Não perca nenhum artigo!

Cadastre seu e-mail e receba todo o nosso conteúdo.

Mais conteúdo para você

ACESSO AO case

Cadastro realizado com sucesso!

Acesse o case no e-mail informado