5 cases de empresas que passaram pela transformação digital

Empresas que passaram pela transformação digital não só se consolidaram no mercado como se tornaram protagonistas em seus nichos . Segundo dados divulgados pela consultoria McKinsey, a expectativa de vida de uma empresa é de 15 anos. Além de fatores como má gestão, pode-se assegurar que, atualmente, insistir em processos analógicos é um caminho sem volta.


Mapeamos, neste artigo, alguns cases muito próximos do nosso dia a dia, de empresas que passaram pela transformação digital e você nem notou. Enquanto consumidores, estamos cada vez mais exigentes e focados em buscar produtos ou serviços focados na nossa experiência enquanto usuário.


Todavia, será que enquanto gestores nos preocupamos o suficiente em entender e entregar o que nosso consumidor espera? Liderar um processo de transformação digital requer uma visão plurilateral de todas as etapas que envolvem sua empresa. Desde a concepção de um projeto ao entendimento das dores que você pretende resolver, passando pela elaboração de soluções e pelas metodologias aplicadas para entrega, chegando à melhoria contínua de projetos.


Transformar digitalmente requer uma mudança significativa em toda a cultura da empresa para que os processos se tornem mais ágeis e transparentes. Entender a necessidade do usuário e as tendências de mercado antes delas se solidificarem são ações necessárias para que seu negócio seja, antes de mais nada, uma empresa do futuro.


Empresas que passaram pela transformação digital – cases


Mais do que discorrer, muitas vezes precisamos de exemplificações sólidas para entender melhor do universo com o qual estamos lidando. Neste caso de empresas que passaram pela transformação digital, neste artigo serão detalhados cinco cases muito próximos de todos nós para melhor entendimento sobre como essa mudança impacta diretamente todo um mercado.



Case 01 – Uber


Se imaginar telefonando para uma frota de táxis para solicitar um carro e ainda pagar uma fortuna em uma simples corrida, muitas vezes mais cara que viagens intermunicipais, parece hoje impensável, certo?


A Uber surgiu de maneira revolucionária justamente com a percepção de uma necessidade coletiva de um transporte individual rápido, digitalizado e economicamente viável para os usuários.


Dentre as empresas que passaram pela transformação digital, a Uber se destaca. Nascida em 2009, a startup permitia, inicialmente, que apenas usuários de San Francisco se conectassem com motoristas particulares de veículos de luxo.


Em pouco tempo, a expansão aconteceu para outras cidades dos Estados Unidos, bem como para outros países. Em 2012, nasceu o UberX, serviço que permitiu que qualquer proprietário de um veículo se tornasse motorista, garantindo também preços mais acessíveis para os consumidores.


Desde então, o número de usuários do app cresceu consideravelmente, diminuindo o consumo do transporte público. Hoje, a Uber está presente em todo o Brasil, chegando a ser disponibilizada até mesmo em cidades de pequeno e médio porte.


Case 02 – Netflix


Se alguém falar para as crianças e adolescentes de hoje sobre uma videolocadora, eles certamente não farão ideia do que se trata. É completamente irreal se imaginar indo até um espaço físico optar por um ou dois filmes para se alugar por um final de semana, ou esperar a boa vontade das emissoras de TV para acompanhar séries.

Empresas que passaram pela transformação digital entenderam que o consumidor não admite mais ser refém de escolhas de terceiros: quer ser independente e tomar suas próprias decisões. Em 2011, a Blockbuster, principal líder no mercado de locação de vídeos, decretou falência.


Inicialmente, a Netflix enviava DVDs por correio para a casa de seus clientes. Todavia, a empresa logo percebeu que seus usuários tinham outras necessidades, dando início à disruptura do mercado com o streaming de vídeos.


A agilidade e a mudança de mindset da Netflix levaram a empresa a a bater a marca de 137 milhões de assinantes em 2018. Atualmente, além de ofertar o serviço de streaming (que está cada vez mais competitivo), a Netflix se tornou uma das maiores produtoras audiovisuais do mundo, produzindo premiados filmes e seriados.


Case 03 – Magazine Luiza


Um dos casos mais impactantes de empresas que passaram pela transformação digital está no Brasil: é a varejista Magazine Luiza. Em 2019, o lucro da rede de lojas chegou a quase R$ 1 bilhão. E esse lucro, sem dúvidas, se deve ao processo de transformação digital que a empresa atravessou.


Em primeiro lugar, a estratégia adotada pela Magazine Luiza para se tornar referência no e-commerce teve início no reforço da equipe comercial, na mudança dos processos de venda e no investimento em marketing digital com foco em promoções.


De tal forma, a companhia passou a visar os consumidores que aderiram ao comércio eletrônico, sem deixar de oferecer melhor experiência nas lojas físicas com a ajuda da tecnologia. De tal forma, todos os pontos de contato dentro da loja foram conectados pela Magalu.


Depois de adotar uma cultura digital, a varejista também implementou uma plataforma de dados. O objetivo é definir os clientes com maior potencial de compra, de rentabilidade e de relevância. De posse de tais informações, é feita uma comunicação com os consumidores através de uma mídia programática, canais de vendas e listagem.


Case 04 – Spotify


A adoção de metodologias ágeis é essencial para implementar um processo de transformação digital. Se aliada ao uso de machine learning, podemos ver um exemplo como a Spotify, que se tornou a maior referência no mercado musical na atualidade.


Lançada em 2008, a companhia tinha foco em scrum, com uma abordagem de desenvolvimento ágil e madura. Mais tarde, foi esquematizada uma cultura baseada em times. Conforme a Spotify foi crescendo, o modelo de scrum passou por adaptações, aumentando também o número de gestores de processos na empresa.


Com o uso de metodologias ágeis e suas adaptações, a empresa desenvolveu um modelo de machine learning em que o aplicativo consegue aprender quais músicas seus usuários mais gostam de consumir. Assim sendo, o app consegue fazer indicações de acordo com os perfis.


A Spotify pode ser identificada também como exemplo de MVP – produto minimamente viável. O app foi lançado com recursos básicos, que atendessem determinadas necessidades iniciais de usuários. Posteriormente, a empresa aperfeiçoou o modelo e apresenta processos de melhoria contínua, nos quais são adicionadas novas funcionalidades.


Case 05 – Nubank


O mercado financeiro foi um dos mais impactados pela transformação digital. Mesmo que os bancos continuem mantendo altos índices de lucratividade, tais instituições precisaram lidar com o surgimento de bancos digitais.


Considerada uma das fintechs mais inovadoras do mundo pela Fast Company, a Nubank, outra companhia brasileira, não foi uma das empresas que passaram pela transformação digital. No entanto, o banco digital utilizou a digitalização como um ativo desde sua aparição no mercado.


A startup nasceu em 2013, trabalhando como uma operadora de cartão de crédito e oferecendo um serviço digital e sem anuidades. Assim sendo, a Nubank se posicionou com um grande diferencial no mercado, em que a cobrança de taxas é uma dor cara aos consumidores.


Em 2017, a empresa criou a NuConta, incluindo ali conta digital, gerida pelo próprio aplicativo, realizando serviços convencionais de bancos. Aqui, pode-se notar outro exemplo prático de MVP. Outro diferencial da Nubank foi seu serviço de atendimento diferenciado em um mercado em que há pouca aproximação com os clientes.


Os atendentes da startup são estimulados a sair dos roteiros tradicionais de comunicação, indo além de suas solicitações. A comunicação se destaca por ser pessoal e humanizada. O Nubank rompeu com a burocracia, excesso de taxas e falta de transparência desde a sua fundação, utilizando a tecnologia como aliada. O olhar foi ao encontro das dores recorrentes de usuários de outras instituições financeiras.


Os consumidores da Nubank também puderam se sentir autônomos e empoderados com o uso de diversas ações no app, como o bloqueio de cartão, solicitação de um novo e alteração de limite, sem ter de passar pela central de atendimento.


Conclusão sobre empresas que passaram pela transformação digital


Em síntese, empresas que passaram pela transformação digital estão presentes para mostrar que o futuro já chegou no mercado. E está sendo avassalador para quem insiste em se manter no mercado analógico.


A RedFox propõe soluções digitais que impactam diretamente o seu negócio. Através desses cases inspiradores, você pode pensar no que deseja para o seu negócio: se manter em um mercado naufragado onde poderá ser engolido pela concorrência ou estar um passo à frente dela.


Selecionamos um material gratuito para que você tenha os insights necessários para dar o primeiro passo na sua jornada de transformação digital. Baixe agora mesmo!


Está gostando deste conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Keep Learning

Posts Relacionados